quarta-feira, 28 de julho de 2010

Tantas Meninas. Diogo

Bom Dia Alegria!!!! Boa tarde Amizade!!!
Hoje venho pedir ajuda, ontem quando cheguei tinha um canito abandonado à minha porta, tão magro, tão magro, eu conheço o cão, pois era de uns vizinhos dali que foram morar para o estrangeiro, eu chamei, ele veio logo ter comigo, bem não consegui deixar o cão na rua, dei-lhe de comer e água, e deixei-o ficar lá em casa, tive de prender o meu Boris, que passou a noite toda a ladrar, pois achou estranho ficar na rua, não é habitual, não tive coragem, pois ele adormeceu que nem um bebé, o cansaço era muito, fiquei a pensar que o abandonaram muito longe e ele regressou a casa, será??? Se os donos me aparececem à frente não sei o que lhe dizia, eu não posso mesmo ficar com ele, sabem para onde eu posso ligar, para o irem buscar, para não o deixar andar pelas ruas, alguma instituição, peço a vossa ajada, pois é a 1ª vez que me deparo com uma situação destas....Muito obrigado


Deixo-vos estas carinhas larocas, que são pregadeiras, espero que gostem

Beijocas ENORMES
Ana Zuzarte

4 comentários:

Joanita disse...

Olá, Ana!

Já tentaste contactar alguma associação de animais perto da tua área de residência? Apesar de, até para eles, ser complicado, pois estão lotadissimas! Enfim... o abandono de animais, ainda, é uma realidade chocante no nosso país!

Eu, sinceramente, optei por não os ter (por variadas razões!) Talvez se as pessoas meditassem um bocadinho no que é ter e como é ter um animal de estimação, talvez não houvesse tantos abandonos...

As pregadeiras estão lindas, fantásticas e coloridas! =)

Kiss!

Lúcia disse...

Estão lindissimas! Parabéns! Beijinhos :)

artes_romao disse...

boa tarde,td bem?
hummm...pois é, compreendo perfeitamente o que isso é.
coitado do cão...tenta falar para o canil ou associação que exista aí perto;)
quanto às pregadeiras continuam um mimo.
fica bem,jinhos***

olharbiju disse...

olá.
Bem triste a história dese bichinho. Já me aconteceu e não tive qualquer apoio da sociedade protectora dos animais nem instituições particulares. responderam que estavam lotados, e recebendo, todos os tratamentos, alimentação e cuidados prestados seriam a meu cargo.Houve uma Instituição particular que ainda tinha lugar, então acertamos p'lo telefone ir lá leva-lo e pagar o que fosse preciso. Tudo isto se passou à noite quando vim com o meu Lucky à rua.Quando voltei à rua para pegar nele tinha desaparecido. Ainda andei com o meu filho p'las ruas proximas , mas nunca mais o vimos.Antes ainda de tratar dos telefonemas dei àgua e ração. Ele estava magoado e assustado.

As tuas pregadeiras continuam lindas.
Bjnhos e boa sorte.
alice